Hollande: os compromissos na luta da mudança climática são insuficientes

O presidente francês, François Hollande, disse nesta terça-feira que há 56 países que já enviaram suas contribuições para reduzir as emissões poluentes visando a cúpula sobre a mudança climática do final do ano, mas ressaltou que os resultados obtidos até agora “não são suficientes”.

Hollande, que explicou que esses 56 países que apresentaram seus programas para reduzir os gases do efeito estufa representam mais de 60% das emissões, pediu aos outros que também reconheçam seus compromissos.

O presidente francês anunciou que trabalha, junto com seu colega peruano, Ollanta Humala, e o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para organizar uma reunião de chefes de Estado e de governo sobre este tema no final de setembro, coincidindo com a Assembleia Geral das Nações Unidas realizada em Nova York.

O objetivo dessa reunião, precisou, não seria substituir as negociações que estão sendo realizadas, mas “fixar o nível de ambição global e obter os meios para alcançá-la”.

Hollande disse que são “indispensáveis” os US$ 100 bilhões que foram estimados que farão falta para 2020 para as adaptações ao aquecimento global.

O líder francês insistiu que a “solidariedade” será necessária para não haver oposições entre o Norte e o Sul, algo que no passado impediu o avanço em um compromisso internacional.

Visando a preparação da cúpula sobre a mudança climática programada para dezembro em Paris, Hollande viajará para Pequim no início de novembro e depois a Seul.

Fonte: Agência EFE

Email this page
Este post foi publicado emAquecimento Global, Leitor, Mudanças Climáticas e tags , , . Bookmark o permalink.Este conteúdo está fechado ara trackbacks, mas você podepostar um comentário.

Deixe uma resposta