Banco Mundial exige ações para reduzir impacto do clima na África

O Banco Mundial exigiu hoje (27) ações imediatas e a adoção de novas abordagens dos governos africanos para reduzir o impacto das mudanças climáticas, que vai sair caro ao continente, alertou a instituição financeira em relatório publicado nesta segunda-feira.

Intitulado Reforçar a Resiliência Climática das Infraestruturas na África, o estudo do Banco Mundial foi divulgado na cúpula sobre a capacidade de resistência climática das infraestruturas na África, que ocorre na capital da Etiópia, Adis Abeba.

Em 2012, os chefes de Estado e de Governo africanos criaram um programa estratégico de desenvolvimento, para resolver os problemas de infraestrutura no continente, e se comprometeram a investir na construção de barragens hidrelétricas, centrais elétricas e canais de irrigação, que estarão potencialmente vulneráveis em caso de um forte impacto das mudanças do clima.

No documento, o Banco Mundial apela aos líderes africanos para que adotem ações imediatas para reduzir os riscos das mudanças climáticas nas hidrelétricas e infraestruturas de irrigação, face às incertezas do futuro.

“As alterações climáticas exigem novas abordagens que ajudarão a tornar os investimentos em infraestrutura na África mais resistentes ao clima de incerteza do futuro. A falta de ação não é uma opção”, disse o assessor regional do Banco Mundial para a África, Jamal Saghir.

A análise dos peritos do Banco Mundial sugere que os benefícios em termos de redução de riscos podem exceder significativamente o custo de modificar planos de investimentos atuais.

Num cenário de seca, decorrente das alterações climáticas, o relatório prevê perdas de receitas da energia produzida pelas hidrelétricas em até 60% e assinala que os custos de consumo de energia podem triplicar.

Por isso, os políticos precisam de informação e ferramentas para criar planos de adaptação que respondam às situações específicas, dizem os peritos do Banco Mundial, citados no relatório.

Fonte: Agência Brasil.

Email this page
Este post foi publicado emAção, Aquecimento Global, Internacional, Leitor, Mudanças Climáticas e tags , , . Bookmark o permalink.Este conteúdo está fechado ara trackbacks, mas você podepostar um comentário.

Deixe uma resposta