Instituto lança novos mapas da cobertura florestal do mundo co

Dois novos mapas da cobertura florestal do mundo permitem localizar a massa de florestas e selvas do planeta com uma precisão sem precedentes até agora, anunciou nesta segunda-feira o Instituto Internacional para a Análise de Sistemas Aplicados (IIASA, por sua sigla em inglês).

Em comunicado, o IIASA, com sede em Laxenburg, nos arredores de Viena, informou que esses mapas, elaborados pela equipe de Geo-Wiki do instituto, já são de livre acesso para sua exploração e download no site da Geo-Wiki.

Mapas foram elaborados pela equipe de Geo-Wiki do instituto. EFE/FERNANDO GIMENO

Mapas foram elaborados pela equipe de Geo-Wiki do instituto. EFE/FERNANDO GIMENO

“Mediante a combinação de distintas fontes de dados e a incorporação de contribuições de cidadãos cientistas especializados, fomos capazes de produzir novos mapas que são mais precisos do que qualquer fonte de dados existente”, indicou na nota Dmitry Schepaschenko, chefe da equipe autora dos mapas e de um estudo a respeito.

Graças aos detalhes que alcançam sobre a localização e a extensão das florestas, esses mapas fornecem informações essenciais para a ecologia, a mudança climática e a modernização econômica, assim como para as estimativas sobre o desmatamento e a degradação florestal.

“Melhor estimativa” é o nome que o grupo de pesquisadores deu a um das mapas, para o qual utilizaram oito fontes de dados distintas.

Para verificar a classificação da massa florestal, os especialistas se basearam uma rede de cidadãos cientistas que trabalharam com a ajuda de imagens de alta resolução proporcionadas por satélites de diferentes lugares.

No segundo mapa foram usadas estatísticas regionais e em nível de países facilitadas pela Organização para a Alimentação e a Agricultura.

Segundo Schepaschenko, esses dados melhoram a utilidade do mapa para elaborar modelos de economia e é usado, além disso, nas negociações internacionais sobre o clima, sendo o primeiro mapa florestal de livre acesso que coincide com as estatísticas da Organização da ONU para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

O IIASA estima que os dois mapas serão muito úteis também para os políticos que dependem de dados florestais para seu planejamento e tomada de decisões.

Estes novos mapas se somam a outros publicados pela equipe de Geo-Wiki no começo do ano sobre terras de cultivo e de ocupação do solo em nível global.

A equipe procura também que as pessoas comum possam contribuir em seu tempo livre com a pesquisa de excelência.

Fonte: Agência EFE.

Email this page
Este post foi publicado emFlorestas, Legislação e tags , , . Bookmark o permalink.Este conteúdo está fechado ara trackbacks, mas você podepostar um comentário.

Deixe uma resposta