El Niño e La Niña não devem ocorrer em 2013

Os fenômenos climáticos El Niño e La Niña, no Oceano Pacífico, têm poucas chances de acontecer em 2013, considerou nesta quarta-feira a Organização Mundial Meteorológica (OMM), uma agência da ONU. As projeções indicam que as condições climáticas devem permanecer neutras pelo resto do ano, mesmo havendo “uma pequena chance de um episódio El Niño ou La Niña”.

A temperatura do oceano, a pressão atmosférica no nível da água e o número de nuvens, permitem dizer que as duas possibilidades têm poucas chances de acontecer, segundo a OMM.

Esses dois fenômenos têm uma grande influência sobre o clima na Terra. O El Niño acontece a cada dois ou sete anos, quando os ventos tropicais sobre o Pacífico diminuem, o que provoca um maior número de precipitações, com inundações e deslizamento de terra na região oeste da América do Sul, seca no oeste do Pacífico e mudanças nas correntes ricas em alimentos para os peixes. O último fenômeno do tipo aconteceu entre junho de 2009 e maio de 2010.

O El Niño é geralmente seguido pelo La Niña, que se traduz por temperaturas mais baixas da água na superfície no Pacífico central e tropical. O último episódio foi registrado em abril de 2012.

Durante os dois primeiros meses deste ano, as temperaturas da água chegaram próximas ao nível do La Ninã, mas o fenômeno não durou, segundo a OMM.

A agência da ONU revela que outros fatores afetam o clima e nota um aumento da temperatura da superfície da água no leste do Oceano Índico e temperaturas mais baixas no oeste deste oceano.

Fonte: AFP.

Email this page
Este post foi publicado emDesastres, Leitor, Mudanças Climáticas e tags , , . Bookmark o permalink.Este conteúdo está fechado ara trackbacks, mas você podepostar um comentário.

Deixe uma resposta