Cientistas criam chip biodegradável com teia de aranha

Cientistas do Instituto de Física de Rennes, na França, criaram uma forma de usar a seda das aranhas na produção de chips biodegradáveis. A teia consegue conduzir a luz tão bem quanto o vidro da fibra ótica.

Segundo a Wired, durante os testes, eles elaboraram um circuito eletrônico integrado apenas com as teias de aranha. Com isso, eles perceberam que o material tem capacidade para conduzir a luz de um ponto a outro.

A ideia é que esse tipo de circuito eletrônico possa melhorar e ajudar a medicina com exames em locais inacessíveis. Isso porque as teias de aranhas são constituídas de um material extremamente fino, que pode ajudar no diagnóstico prévio de muitas doenças.

A teia de aranha é um material simples, mas que tem incríveis propriedades. Dez vezes mais finos que os fios de cabelo de um ser humano, os filamentos de seda produzidos pelas aranhas são mais resistentes que o kevlar, material usado na confecção de artigos à prova de balas. Além disso, são mais fortes que o aço, são biodegradáveis e podem ser absorvidos pelo corpo humano.

Porém, houve uma falha durante a pesquisa inicial. Isso fez com que uma parte da informação no circuito perdesse o contato com a seda da teia. Mas os cientistas acreditam que o circuito ainda será aprimorado e o problema desaparecerá no futuro.

Fonte: Info.abril

Email this page
Este post foi publicado embiodegradável, Ecologia, Legislação, Tecnologia e tags , , , . Bookmark o permalink.Este conteúdo está fechado ara trackbacks, mas você podepostar um comentário.

Deixe uma resposta