Novo vazamento de petróleo, dessa vez na China

Os Chineses já estão há dois dias tentando controlar um vazamento de 1.500 toneladas de petróleo no mar, segundo informações divulgadas hoje, 19/07, pela imprensa oficial.

Fonte: Reuters/China Daily

A mancha de óleo tem entre 50 e 100 quilômetros quadrados e foi causada por um incêndio e pelo derramamento em dois oleodutos da estatal China National Petroleum Corp. (CNPC), instalados nas proximidades do litoral de Dalian, no noroeste do país.

O vazamento atinge os mares de Bohai e Amarelo, que separam a China da península coreana. Mais de 20 navios que trabalham na limpeza retiraram cerca de 50 toneladas do mar.

Já forams instaladas 7 km de redes, com aparatos flutuantes, para impedir a propagação da mancha, mas os especialistas ainda temem que ela se estenda.

Na última sexta-feira (16), as chamas de uma explosão em um oleoduto próximo ao porto se propagaram, atingindo outro duto paralelo. Em seguida, foram registradas pelo menos outras cinco pequenas detonações.

A CNPC prometeu “fazer todo o possível” para reduzir o impacto da tragédia. Representantes da estatal asseguraram que as válvulas dos oleodutos foram fechadas e que já não há mais vazamento.

Dalian tem segundo maior porto da China e é considerada uma importante cidade litorânea do nordeste do país, com mais de 6 milhões de habitantes.

Email this page
Este post foi publicado emDesastres e tags , , , , . Bookmark o permalink.Este conteúdo está fechado ara trackbacks, mas você podepostar um comentário.

Deixe uma resposta