Projeto estuda acervos sobre a história da Amazônia

O Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (IEA) apresentou em uma Conferência de Imprensa, no dia 29 de maio de 2010, o Projeto: “Amazônia em Transformação: História e Perspectiva”, coordenado pela antropóloga Maritta Koch-Wesser, presidente do Earth3000 (www.earth3000.org) e ex-diretora do Banco Mundial. O objetivo do acervo é o de preservar, coletar e catalogar informações sobre a história da Amazônia, relatando os acontecimentos que a transformaram durante os últimos 50 anos, além de salvar grandes processos de evolução sobre a floresta.

O trabalho primordial de Maritta é buscar, junto a empresas, agências e institutos, re-latórios e arquivos que ficaram guardados e até mesmo esquecidos por muitas destas instituições. A antropóloga afirmou que esses arquivos vão ajudar a guardar a memória ameaçada da Amazônia, e existem muitos mapas guardados em acervos privados, que dificilmente seri-am achados em bibliotecas públicas.

A antropóloga Maritta Koch-Wesser

O IEA deseja fazer um trabalho de digitalização dos arquivos encontrados, para dispo-nibilizar em site acadêmico e até mesmo incentivar o uso da internet em pesquisas sobre a Amazônia. O acervo on-line irá constituir uma série de arquivos importantes que precisam ser preservados.

O projeto está divido em partes: recuperação, o portal Amazônia em Transformação, diálogos estratégicos, arquivos e biblioteca. Além disso, estuda-se o aproveitamento dos arquivos e histórias sobre a floresta para a criação do “Amazon Wikipédia” – site de busca com todos os dados do projeto. “O processo e história da região se tornaram grandiosas e se vê a necessidade de incentivar as pessoas a enxergarem a Amazônia como paralelo histórico da América do Sul”, acredita Maritta.

As pesquisas sobre o projeto “Amazônia em Transformação: História e Perspectiva” são aprofundadas e precisam de vastas buscas ao longo de anos de estudos na floresta ama-zônica. Existe uma necessidade de cautela nas buscas de informações, pois a Amazônia foi palco de histórias importantes no seu desenvolvimento, e que não podem passar em branco. O projeto procura parcerias com empresas nacionais e internacionais para colocar em prática toda a logística dos acervos.

Vários pesquisadores já disponibilizaram seus acervos pessoais para o projeto Amazônia em Transformação, como por exemplo Betty Mindlin, Mauro leonel, Paulo Nogueira Neto, Bertha Becker, Russel Mittermeier e Don Sawyer.

Por José Fernando Lima

Email this page
Este post foi publicado emLeitor e tags , , . Bookmark o permalink.Este conteúdo está fechado ara trackbacks, mas você podepostar um comentário.

Deixe uma resposta