Derretimento do gelo no ártico é principal causa do aceleramento do aquecimento no polo norte

Há muito tempo fala-se que o derretimento de calotas polares no Ártico pode provocar uma aceleração do aquecimento global.  Quando o gelo derrete, a reflexividade da superfície muda, mais calor é absorvido do que refletido, maior é o aquecimento.  Agora, um novo estudo publicado recentemente na revista Nature confirma que isso já está acontecendo, e o derretimento de gelo no Ártico  é a causa principal do aquecimento  muito acima da média que a região tem experimentado.

Comparação realizada pela EPA do gelo do ártico em setembro de 1979 x setembro de 2007

Utilizando dados mais recentes  de observação de um Centro Europeu de Metereologia, foi possivel  chegar a uma análise quase perfeita das tendências de aquecimento e redução das calotas polares, nos últimos 20 anos.

Os estudos mostraram que o principal responsável desta amplificação polar, ou seja, o aquecimento acima da média global, é  a cobertura de gelo em derretimento, e não as correntes atmosféricas e marítimas como outros tem apontado.

Email this page
Este post foi publicado emAquecimento Global e tags , . Bookmark o permalink.Este conteúdo está fechado ara trackbacks, mas você podepostar um comentário.

Deixe uma resposta