Até os mafiosos estão aderindo ao “Verde”

Um número crescente de histórias tem saído nos jornais, revelando que até as quadrilhas de crime organizado pelo mundo estão aderindo ao “verde”. As útimas foram:  A  polícia Italiana prendeu 2 empresários acusados de fraude,  conectando eles à máfia da energia eólica ; O Governo de Madagascar que parece estar relacionado com a máfia da madeira, obtendo lucros da venda em grande quantidade de madeira ilegal na China.

sicilia

Oreste Vigorito, diretor da companhia italiana Vento Power Corporation e presidente da Associação Nacional Italiana de Energia Eólica, e o empresário Siciliano, Vito Nicastri foram pegos depois de serem conectados à esquemas mafiosos que estabelecia permissão de construção de parques eólicos com subsídios locais, e depois os vendiam à companhias internacionais.

Milhões de dólares em subsídios foram coletados para construir mais de 180 turbinas eólicas em 7 diferentes fazendas na Sicília, das quais nenhuma nunca chegou a funcionar.

Enquanto isso em Madagascar, as gangues armadas envolvidas na máfia da madeira estão tirando vantagem da situação política lá para saquear madeiras de Jacarandá e Ébano de florestas supostamente protegidas.

Estima-se cerca de U$100 milhões só de madeira removida nesse esquemaapenas neste ano, aparentemente com envolvimento do governo (uma taxa de exportação de 40%é cobrada na madeira). A maioria da madeira é destinada a produção de móveis na China.

Email this page
Este post foi publicado emInternacional e tags , . Bookmark o permalink.Este conteúdo está fechado ara trackbacks, mas você podepostar um comentário.

Deixe uma resposta