Aumento de 39% nas emissões de CO2 até 2030

A companhia Americana de Informação e Admistração de Anergia (EIA) lançou uma nova previsão do quanto as emissões irão aumentar até 2030 se não forem impostos alvos pelos países para as suas reduções. De acordo com o estudo, se ausentar desse comprometimento irá representar um aumento de mais de 39% das emissões globais de carbono.


De acordo com uma matéria publicada no Reuters, este aumento significaria que as emissões globais atingiriam 40,4 bilhões de toneladas de CO2 em 2030, comparadas aos 29 bilhões de toneladas em 2006. E apesar das emissões atuais serem divididas a grosso modo entre países desenvolvidos e em desenvolvimento, em 2030 essa escala pode ser revertida, com 25,8 bilhões de toneladas provenientes dos países em desenvolvimento e 14,6 bilhões de toneladas dos países desenvolvidos.

Apenas relembrando que de acordo com o que atualmente circula por aí é que para se manter o aumento da temperatura global menor do que o nível crítico de 2°C e manter as concentrações de CO2 na atmosfera a 350ppm é necessário a redução de pelo menos 80% das emissões atuais até 2050.

Muitos países já aderiram como meta a redução de grande parte das emissões para até 2020. O plano desenvolvido pelo Earth Policy Institute porém, enfatiza que cortar as principais reduções até lá, seja tarde demais.  O instituto acredita que o ”antes tarde do que nunca” não vai funcionar neste caso.

Email this page
Este post foi publicado emAquecimento Global e tags , . Bookmark o permalink.Este conteúdo está fechado ara trackbacks, mas você podepostar um comentário.

Deixe uma resposta